Dia das Mulheres – Quebrando o Silêncio

Dia das Mulheres – Quebrando o Silêncio

 Faz dias que busco o que escrever sobre o Dia da Mulher, pensei em várias coisas, primeiro pensei em escrever sobre os irritantes comerciais de “homenagem” (que me soam mais como ofensa) dizendo que toda mulher é “sensível”, “carinhosa”, “mãe” ou retomando a tripla jornada de trabalho como se fosse algo honrado e não cansativo e abusivo, sempre reduzindo as mulheres a essas simples e únicas características, mas aí pensei que não era bem sobre isso que eu queria falar, que eu queria algo mais.

Depois me veio a ideia de falar sobre a criação social das mulheres, nossas obrigações, fazendo uma crítica a tudo o que ouvimos e somos obrigadas a ser, a atribuir a nós mesmas, e como, aquelas que não se encaixam, acabam sendo excluídas e muitas vezes ofendidas pelos outros seres sociais.

Nada me parecia bom o suficiente para escrever esse artigo, parece que nada estava no nível do que eu queria dizer, na verdade, nem sabia ao certo o que queria dizer. Aí veio a ideia de pensar como seria se as pessoas fossem livres, se as categorias se perdessem e as divisões biologizantes se tornassem só uma lembrança de um passado distante e desigual? Como se dariam as relações sociais, cairíamos no caos ou outras categorias sobreporiam as anteriores, ou conseguiríamos manter-nos sem categorias?

Pensar no fim da opressão é uma ideia um tanto quanto tentadora e agradavelmente desorientadora. Seria possível um dia deixarmos as crianças escolherem o que elas querem ser, sem separa-las entre aberrações e normais? Se pudesse um dia dizer FELIZ DIA DOS HUMANOS, pois entre nós não haveria diferenças, aí sim esse artigo e as reflexões do dia de hoje perderiam o sentido.

Mas como ainda estamos muito longe disso, tenho que dizer Feliz Dia das Mulheres, desejo que o mundo hoje pareça um lugar mais amistoso e menos opressor e vou dedicar esse texto, em especial, a todas as mulheres que lutaram ou lutam por um mundo melhor, para um dia podermos comemorar o dia da Igualdade e da liberdade.

Hoje não quero que me deem uma rosa, ou uma bexiga lilás, desconto para comprar panelas ou livros de autoajuda, eu quero que veiculem reflexões, que deem voz a todas as estudiosas que tanto se dedicam a compreender e sair das limitações impostas pelo sociedade ao pensamento e ao corpo, que as mídias se propusessem, ao menos hoje, em refletir sobre assuntos realmente relevantes à condição da mulher e não só sobre a hidratação da sua pele ou cabelos mais sedosos ou cuidado com os filhos, queria que boicotassem os comerciais machistas, misóginos ou reducionistas, ao menos hoje queria sentir “que nada nos defina, que nada nos sujeite e que a liberdade seja nossa própria substância” *, sentir que realmente posso tudo e que as coisas fossem mais do que discursos.

Hoje é o dia de refletir, de aproveitar para trazer a tona discussões que estão negligenciadas nos outros momentos, trazer a tona todas as mulheres que sofrem opressão em silêncio, violência físicas, psicológicas, simbólicas, hoje é o dia de entender que “por vezes, a palavra representa um modo mais acertado de se calar do que o silêncio.” *

 

Feliz dia das Mulheres

*Frases citadas são da autora, feminista e revolucionária Simone de Beauvoir.

Anúncios

Tags:, , , ,

5 responses to “Dia das Mulheres – Quebrando o Silêncio”

  1. Nádia Freitas says :

    Estava mesmo esperando a sua manifestação a respeito desse dia e do significado dele! rs Parabéns pelo texto, Curu! Gostei muito do ponto de vista expressado nele, muito profundo! Acho que esse é um dia muito importante para lembrarmos da luta das mulheres ao longo da história para conquistar, cada vez mais, seu espaço na sociedade, e para ser valorizada. E para refletirmos (e agirmos), diante de tanta coisa ainda para se fazer! Enfim, parabéns para nós!!! Beijos!!!

  2. Shanti says :

    Muito, muito bom seu artigo Carol…. e já que criamos a realidade a nossa volta ao menos…
    FELIZ DIA DE TODOS OS SERES EM PAZ E AMOR !!!!!!

  3. Katrini Alves da Silva says :

    Carol, parabéns por esse texto! Perfeito! Materializou o que eu sempre quis dizer sobre o 8 de março.

  4. Carolina Ribeiro says :

    Olá mulheres, obrigada pelos comentários de todas, fiquei muito feliz de ter conseguido expressar um pouco nesse dia das mulheres.

    Continuem visitando nosso blog.

    Abrs carinhosos a todas!

  5. Isabelle says :

    Parabéns a autora. Excelente texto, muito lúcido e sensível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: