O primeiro mês da primeira Presidenta

Por Diego Coletti Oliva

Acabou janeiro, foram as festas de final de ano, as férias chegam ao fim e o carnaval já começa a inundar as telas das TVs brasileiras, mas e a política? A quantas anda o mandato da nossa nova presidenta?

Muitos analistas, economistas e cientistas políticos já tecem comentários e previsões sobre o governo Dilma, e inclusive algumas opiniões mudaram nesse primeiro mês de governo e para aqueles que achavam que Dilma seria apenas uma continuação do governo Lula, quase um terceiro mandato, podemos perceber agora que não vai ser bem assim.

A nova presidenta brasileira começou ano com um estilo de governo bastante diferente de seu antecessor. Enquanto Lula fez o papel de líder carismático, com diversas viagens, discursos e encontros logo no primeiro mês de mandato, isso sem mencionar a criação do Fome Zero no dia 30 de janeiro de 2003, Dilma assume uma posição muito mais de gestora, realizando reuniões a portas fechadas com seus ministros, cobrando resultados e definindo diretrizes.

Dilma fez poucas aparições públicas nesse início de governo e terminou o mês com sua primeira viagem internacional à nossa vizinha Argentina.

Esse novo estilo não é por acaso, Dilma quer exatamente se diferenciar de Lula e mostrar que seu governo será mais do que apenas uma continuação do legado lulista.

Essa sua posição de firmeza e discrição tem sido elogiada e bem recebida por muitos analistas e membros do governo, porém, nem tudo são rosas, visto que já nesse primeiro mês alguns atritos dentro da base aliada, especialmente com o PMDB exigiram que Dilma mostrasse que apesar do suposto silêncio de sua presença, sua atitude está longe de ser submissa e demonstrou que não está disposta a fazer cessões facilmente e manteve a firmeza de suas decisões e cobranças.

Mas o que devemos esperar do governo Dilma? Até agora há pouco que se possa afirmar, mas algumas previsões podem ser arriscadas.

A realização de cortes no orçamento é prevista e praticamente certa, como demonstra a reabertura das negociações de compra dos caças da FAB (que se arrasta de FHC), o governo também já anunciou uma redução nos gastos públicos, o que pode significar cortes no orçamento de políticas sociais, numa estratégia para prevenir-se contra a crise financeira internacional que volta a ameaçar, mas que também significaria a redução de direitos de cidadania.

Quanto a política externa, mantém-se o que já foi feito até agora, e continua a estratégia de buscar uma posição de destaque para o Brasil tanto na América Latina quanto em escala global. Na que diz respeito ao mercado, aparentemente o Estado deve assumir um papel mais proeminente como agente de desenvolvimento econômico, superando a visão de mercado autorregulado.

Além disso pouco pode ser dito sem cair na especulação, o que podemos afirmar até agora é que o primeiro mês de Dilma à frente do governo demonstra que devemos esperar uma gestão mais pragmática e menos ideológica do país, com uma presidenta mais administradora e menos carismática.

 

Mas e você amig@ leitor/a, o que está achando da Dilma? E o que espera desse governo?

Anúncios

Tags:, , , ,

7 responses to “O primeiro mês da primeira Presidenta”

  1. Karine Dutra says :

    Gostei bastante do artigo. Compartilho da mesma opinião. Estou animada com o novo governo, pois parece que finalmente questões cruciais como aquelas referentes aos direitos humanos vão ser tratadas como prioridade, bem como a ênfase nos discursos por uma equalização entre as diversidades culturais e por uma maior atenção às questões de gênero. Tenho esperança que o jeito mais sério e comprometido de trabalhar da presidenta Dilma seja capaz de transformar situações até hoje intoleráveis para a vida dos cidadãos brasileiros, como por exemplo a falta de condições dignas de moradia e de infra-estrutura como vimos recentemente destacadas por conta da tragédia “natural” ocorrida no Rio de Janeiro, entre várias outras coisas. O jeito agora é torcer por um governo mais justo, transparente e menos corrupto.

    • Diego Coletti Oliva says :

      Oi Karine,

      Bom vê-la por aqui! Concordo plenamente que o novo estilo de governo de Dilma promete mudanças mais profundas e respostas mais rápidas em certas questões. A visita à Argentina por exemplo e os 14 acordos firmadas com a presidenta Cristina Kirschner revelam alguns desses aspectos inclusive na luta por uma maior igualdade de gênero no país (lembrando que na Argentina o casamento homossexual é legalizado), e tbm pudemos ver no caso dos deslizamentos do RJ que apesar de não ter o carisma de Lula, Dilma respondeu à tragédia com mais rapidez que o ex-presidente, visitando o local e mobilizando recursos logo no dia seguinte ao fato.

      Enfim, vamos torcer pra que continue nesse ritmo e que faça por merecer os votos dos brasileiros que a elegeram!

      Aparece mais por aqui, e comente!
      Abraços!

  2. Carolina Ribeiro says :

    Gostei muito do seu artigo e também tenho esperanças de um bom governo, não que eu ache que o do Lula foi ruim, pelo contrário, mas acho q a Dilma poderá ser uma continuação não tão óbvia quanto diziam, mas uma continuação inovadora.

    Parabéns pelo artigo
    Amo você

    • Diego Coletti Oliva says :

      Obrigado Vida,

      Com certeza o governo Lula merece muitos créditos na minha opinião tbm, e espero que essa “inesperada descontinuidade” no estilo de governo de Dilma não deixe pra trás os pontos positivos de seu antecessor! e seja como vc disse uma continuação inovadora de suas conquistas!

      Beijão!
      Te amo!

  3. Silvelena says :

    Diego sou sua fã e amo o jeito que vc escreve, acho que vc tem futuro no que esta fazendo…
    Penso que continuamos a depositar as esperanças de tempos melhores para nós brasileiros e brasileiras, o Brasil imenso carente de tanto por fazer, não penso só em mim, professora, mas, nos tantos espalhados por aí…
    Parabéns, adorei ler
    Bj carinhosos

    • Diego Coletti Oliva says :

      Muito obrigado Silvelena, é sempre bom saber que estamos agradando, tomara que esteja certa quanto ao meu futuro por esses lados!

      Quanto às esperanças de um futuro melhor para o Brasil, acho que nunca podemos perde-las, estamos longe de conseguir mudanças realmente substanciais, mas acredito que estamos caminhando no rumo certo, pelo menos em alguns aspectos, mas como eu disse ainda é cedo pra julgar o governo Dilma, começou bem no meu ponto de vista, agora vamos esperar que continue assim!

      Grande abraço!
      E comente sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: