Causos paulistanos

Por Carolina Ribeiro

É engraçado que quando migramos no sentido contrário ao fluxo comum (eu morei 18 anos em São Paulo, até que me mudei para Araraquara) passamos por diversas situações inusitadas, situações essas que nesse meu momento de transição, deixando a Cidade da Laranja, resolvi contar alguns dos “causos” que me aconteceram.

Falar para um interiorano que você é da Capital causa certo frisson e a paulistana em questão acaba virando uma psicóloga ouvindo a história que cada um tem para contar sobre uma ida desastrosa à São Paulo.

A primeira pergunta que ouvimos é: “Nossa (sim o nossa é sempre utilizado), mas por que vc se mudou? Não tem boas faculdades por lá?” Essa pergunta é bem capciosa, pois se der a resposta errada abre possibilidade para mil outras perguntas frustrantes e muitas vezes indiscretas.

Esse primeiro questionamento trás como premissa q por sair de São Paulo para fazer faculdade no interior você tem alguma coisa de errado, esconde algo obscuro, e esse lado dark da sua vida que a pessoa espera que você conte, todo cuidado é pouco.

Eu procurei sempre responder a verdade: “Bom eu prestei USP e não passei, prestei UNESP e passei, e como a UNESP é uma ótima universidade sabia que a mudança valeria a pena.” Para algumas pessoas, as mais discretas e menos inventivas (para não dizer maldosas), aceitam a resposta numa boa, e muitas vezes acreditam que fui sensata na escolha, mas a maioria, descontente com a minha resposta, acrescenta uma história do amigo do primo da irmã da tia do cunhado que se mudou para interior por qualquer razão, seja ela banal ou não, fugindo da assustadora capital paulista. Só que, o mais interessante é: até hoje, não houve uma só pessoa que não acrescentou após essa pergunta a sua saga paulistana.

As histórias mais comuns se desenrolam em 3 temáticas sombrias: Enchentes, Assaltos e Desencontros, a maioria quando está anoitecendo ou já de noite.

1)      O causo das enchentes

A maioria dos não paulistanos acredita que São Paulo vira Veneza em época de chuva, que a cidade toda se enche de água e os carros comprados lá já vem com “Modo Anfíbio” instalado, pois a qualquer sinal de chuva a cidade já imerge nas águas.

O melhor causo já contado foi de um conhecido que voltando da praia para o interior se perdeu no caminho e entrou em São Paulo, só que era um domingo e não havia tanta gente na rua e, claro, estava anoitecendo. A pessoa em questão estava perdida em SÃO PAULO anoitecendo, e pasmem começou a chover… O pânico foi total. Durante o relato dessa história acreditei que teria sido uma chuva torrencial, daquelas de destelhar casas e chover granizos, mas não! Era somente uma garoa, a pessoa ainda acrescentou o fato de ser uma garoa e o medo dela não parar mais!

Pessoal Sampa é carinhosamente apelidada de CIDADE DA GAROA, pois lá realmente garoa!!!!

Claro, que procurei explicar que as coisas não são bem assim, que não é só uma garoinha e já estamos alagados, sim o transito fica lento, fica mais frio e incomodo do que o normal, mas nada que um guarda chuva e um GPS não resolvam.

2)      O causo dos assaltos

Quando as pessoas relatam seus assaltos em São Paulo, que normalmente nunca aconteceram, elas levam em consideração a cidade de violência e falta de segurança, onde a partir das 22 horas toca uma sirene na cidade toda e o toque de recolher se instaura.

Não, não temos toque de recolher e São Paulo não é um grande Morro da Rocinha, a cidade tem muitos locais gostosos para visitar, mas o problema de assaltos é generalizado, pois São Paulo é uma cidade com maior número de habitantes também temos um maior número de bandidos, maior numero de desempregados, mas também temos maior número de museus, maior número de programas culturais gratuitos, maior número de parques.

Normalmente quando as pessoas vão me contar causos de seus assaltos, a assunto começa com as pessoas contando  que estão havendo muitos roubos na cidade onde ela moro, roubos de carro, roubos de carteira, etc

3)      O causo dos desencontros

O mais divertido desse causo é que os desencontros nunca acontecem efetivamente, mas o medo dos desencontros está sempre em pauta.

Todos que já foram do interior visitar a assustadora capital comentam que: “fiquei com tanto medo de me perder e nunca mais conseguir voltar”, esse comentário dá uma ideia de São Paulo Silent Hill, como se não tivesse ninguém na rua para ajudar, nenhuma loja onde vc pudesse parar para perguntar! Calma pessoa, Sampa é bem habitada, e os paulistanos conhecem bem a cidade.

São Paulo tem muitas coisas a oferecer, claro a cidade é lotada, tem assaltos, tem enchentes e é muito grande, mas oferece muito entretenimento, coisas que numa cidade de interior dificilmente vamos encontrar, então vale a pena fugir da cultura do medo que as mídias expõem sobre são Paulo e conhecer a cidade, aproveitar as oportunidades que ela dá.

Interior e capital tem coisas a oferecer, não necessariamente coisas antagônicas, quem já passeou no parque Ibirapuera sabe que é um ótimo lugar para ficar calmo, relaxar, mas se quiser uma baladinha Sampa também é farta em opções, com dinheiro, uma boa companhia e um carro São Paulo é infinita, então minha proposta com esse artigo é: Enxerguem alem dos comentários maldosos, conheçam São Paulo, acreditem, vocês não vão se arrepender.

Carolina Ribeiro tem 22 anos, é Cientista social e participou ativamente da construção do blog Espaço CULT. Pesquisa Filmes Pornográficos e Feminismo, tem experiência, também, na área de gênero e violência. Como um projeto paralelo, dá aulas gratuitas de dança do ventre. Namora há 3 anos e meio o cara logo aqui debaixo. No conforto do lar, é viciada em seriados, adora meditação, Tribal Fusion e vive regada de musicalidades.
Anúncios

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: